21 de nov de 2017

Thrillers para Ler #1

Helloo, folks... tudo de boas?
Hoje eu vim trazer para vocês recomendação de thrillers legais para ler. Eu não sou muito fã desse gênero porque fico nervosíssima e às vezes se eu não terminar de ler logo acabo sonhando com possíveis desfechos para a obra. AHAHAH. ANORMAL.
Anyways, vamos lá.
Eu li esse livro há muito tempo, logo quando invadi o meio literário e comecei a averiguar livros maiores. Lembro que gostei muito e em alguns momentos da leitura eu ficava gritando, nervosa para encontrarem logo o culpado das mortes. É um livro interessante e o considerei meio adulto para mim na época, não consegui me relacionar muito com a maioria das personagens, mas realmente gostei da obra e como ela se desenvolveu.
Esse livro li recentemente e gostei também. Acho que há um problema com thrillers, porque geralmente os protagonistas são sempre mais velhos e em alguns momentos acabamos não nos relacionando muito com as personagens por que não compartimos dos mesmos problemas que eles. Por exemplo, nesse livro tinha um policial de meia idade perto de se aposentar, um cara com quase quarenta anos e com dilemas que nem perpassam a minha cabeça em momento algum. Mas apesar desse problema de empatia, também gostei da obra, acredito que mais do que Branca de Neve tem que Morrer, justamente porque o livro traz uma perspectiva existencialista, com diversos pontos de vista. Realmente recomendo. Tem resenha dele no blog.

É isso, folks. Espero que tenham gostado. Me contem se já leram alguma dessas obras e o que acham do gênero thriller.

XO XO

18 de nov de 2017

Seriados que Estou Assistindo nessa Fall Season

Helloo, folks.. tudo numa nice?!
Depois de um triênio venho trazer outro post para vocês. Me desorganizei esses dias e saí bastante durante essa semana então não consegui organizar post algum para vocês. Mas vamos lá. Hoje quero compartilhar os seriados que estou vendo ou que pelo menos conferi o piloto.
 
Eu decidi assistir esse porque tem o Blair de The Lying Game, seriado que eu adorava quando assistia. Eu nem sabia muito bem de que era a série, mas imaginei que tinha a ver com o filme que tinha saído há algum tempo. Gosto de coisas de mutantes e tudo o mais, mas acredito nunca ter visto um seriado por completo ou que vingasse. Gostei do piloto, não achei isso tudo, na verdade tem algumas previsibilidades, mas acredito que ao longo dos Eps as coisas vão melhorando.
Esse era o seriado mais aguardado por mim. Gosto de séries que envolvam médicos e tals, mas o motivo de eu querer assistir mesmo foi o Freddie Highmore Arrasador. Acompanho o ator desde Arthur e o Minimoys e eu adorava. Depois assisti As Crônicas de Spiderwick com ele também e muitos outros até Bates Motel. O seriado é maravilhoso. Já fiz um artigo de pesquisa sobre autismo então eu estava curiosa para ver como ele desempenharia esse papel nas telas. Estou admirada pela maestria que ele transpassa em cada cena. Meu seriado favorito com certeza. Eu só achei que o elenco de apoio é um pouco fraco, exceto o Melendez eu não conhecia nenhum dos outros atores.

Pois é folks, não estou assistindo muito como em outros anos. Estou escrevendo bastante e sem tempo, além de que meu gosto mudou bastante e fui perdendo paciência para alguns seriados que eu achava legal e que acabaram decaindo para mim.
Por hoje é só.

XO XO

7 de nov de 2017

Semanário: Primeiro dia de aula e Outras Discussões

         Helloo, folks... tudo numa nice?
     As minhas aulas na universidade finalmente começaram e eu faltei à primeira semana. Como estava com preguicite forte, além de saber que os primeiros dias de aula são baboseira, apresentação do curso, apresentação dos colegas e essas coisas que me deixam cansada, então eu não fui para a escola.
     Mas uma professora de compreensão de língua inglesa ainda assim passou uma atividade para casa de escrevermos um parágrafo falando sobre nós mesmos apenas para enxergar em que nível de escrita está cada aluno.
     Eu definitivamente não sou boa nisso e tenho alguns problemas para me apresentar às pessoas e falar de mim mesma. Primeiro porque eu acho uma presunção sem tamanho você falar isso e aquilo de você mesmo ainda que seja “verdade”. Não me acostumo com isso e não gosto na verdade.
     Penso assim: eu sou eu, oras. Se quer saber de mim tem que me conhecer. Colocar rótulos ou definir uma coisa ou outra limita muito. Você é você todo dia, mas com nuances. É assim que penso. De qualquer forma, além de não saber falar de mim eu acho que tenho problemas para sumarizar as coisas. Como já sabem, faço posts enormes e estórias igualmente grandes, eu não consigo resumir, mas vou tentando.

3 de nov de 2017

Resumo Literário de Outubro | Book Haul

Helloo, folks... tudo numa nice?!
Hoje eu trago finalmente meu resumo literário do mês. Em Outubro li mais livros do que em Setembro justamente porque estava de férias, contudo a quantidade de leitura não foi maior porque estava bastante ocupada escrevendo livros e fazendo revisões.
Se perceberem vão vir que a maioria dos livros abaixo são mais infanto-juvenis. Foi uma opção de leitura minha. Às vezes fico saturada com determinadas temáticas nos YA e aí parto para um novo gênero apenas para intercalar. Acho que os meus livros favoritos do mês foram O Guarani em HQ e O Sobrinho do Mago - amei fortemente esse livro quase chorei. Na verdade ouvi um audiolivro e fiquei bastante satisfeita. Algumas pessoas podem achar estranho, mas escuto livros também porque é uma forma de leitura. Já discuti sobre isso aqui no blog. Vejam o post aqui. E tem uma conversa com a Emma Books no youtube que vocês podem conferir também AQUI.

31 de out de 2017

TAG: Halloween

Helloo, folks... tudo numa nice?!
Hoje eu venho trazer para vocês um post rápido de Halloween. Uma TAG que encontrei no blog da Helena, mas que eu adaptei por causa de umas preguicites e outras coisas.  Mas vamos lá.
1. Vampiro. Um livro que sugou todas as suas energias.
Hum, bem essa é fácil. Um livro que sugou as minhas energias foi Ecos da Morte. Ô livrinho que me sugou a paciência e ânimo. Mal escrito, tanto estória quantos personagens rasos e conclusão muito pífia. Fiquei impressionada do tanto que detestei esse livro. Levei triênios para terminá-lo de tão ruim.
2. Fantasma. Um livro que atormentou suas noites
Não sou de ler livros assustadores, e não lembro de ter lido alguma obra que me perturbou durante a noite, mas há um livro policial que li que por não o ter terminado logo acabei sonhando com ele, possibilidades de desfecho para a obra. Foi a obra do Harlan. É apenas um suspense, mas que me fisgou direitinho.
3. Magia. Um livro que os personagens te enfeitiçaram.
Bem, fiquei em dúvida nessa, mas escolhi A melodia Feroz de Schwab. A melhor arrasou nesse livro e eu gostei demais dos dois protagonistas. A estória é envolvente e você se afeiçoa aos personagens de uma forma intensa. E nem tem romance, gente. O melhor é isso. Você ama o companheirismo e a amizade dos dois.
4. Banshee. Um livro que te fez gritar.
Acho que toda a série Os Sete Reinos. Eu não gritei propriamente, mas soltei aqueles gritinhos de emoção. Como falei não leio coisas assustadoras porque sou medrosa.
5. Criaturas. Livro com mitologias diversas.
A dança da Floresta foi o meu primeiro contato com a obra da autora. Eu gostei bastante por tratar de outras criaturas das quais a gente não está habituado a ver nos livros e séries. Esse livro traz aquele tipo de estória de um mundo mágico nos bosques, é muito bonito e interessante. Como contos de fadas que ouvimos quando criança.


6. Um livro para indicar no Halloween.
Bem, eu não podia deixar de indicar o meu livrinho ahahah 😊 Na verdade Ode do Infortúnio trabalha tópicos concernentes a superstição e o próprio Halloween e acho que cai muito bem indicá-lo no dia de hoje. E, na verdade, hoje ele está grátis na Amazon. Confiram a obra e depois conversem comigo sobre a estória de Marjorie.
Então, folks... por hoje é só.
Espero que tenham gostado e me contem nos comentários os livros que te fizeram gritar, roer a unha e submergir nesse clima de outono maravilhoso.
XO XO

29 de out de 2017

Clássicos #3: Robert Louis Stevenson

Helloo, folks... tudo numa nice?!
Então, eu nunca mais fiz um post sobre clássicos que acho recomendadíssimo para leitura. O último clássico que li foi O Guarani em HQ – que foi completamente awesome. Mas depois trago um comentário sobre ele aqui.
   Mas vamos falar de um livro que li há muito tempo, no primeiro semestre desse ano, mas que eu nunca trouxe um comentário preciso sobre a leitura.
   A minha vontade de ler o livro veio depois de ver um pouco do seriado desenvolvido pela ITV britânica (Jekyll and Hyde). Achei meio estranho a montagem que se desenvolveu na série e acredito que talvez se tivesse assistido todo episódio eu entenderia o que estava acontecendo, mas no início foi um pouco confuso para mim justamente por causa do alter ego.
                A obra é complexa, intricada e excitante. Jamais tinha lido coisa alguma desse autor e logo após fazer a leitura da obra consegui entender um pouco do que se passava no início do seriado. Não prossegui, é claro, mas fiz a leitura. E posso afirmar que foi desconfortável em alguns momentos, mas extremamente interessante e intenso. Muito boa leitura.
                Em alguns momentos da obra me senti um pouco perdida exatamente por causa do alter ego, mas com o passar da leitura fui desvendando e me sentindo assustada com a maestria do autor para construir um personagem tão complexo quando o Jekyll.

                O livro é altamente recomendado e acho que nessa época do ano faz muito sentido. Quem gosta de livros complexos e instigantes precisa ler essa obra.
Confiram abaixo a sinopse:

O Médico e o Monstro
Robert Louis Stevenson
Ano: 2002
Páginas: 112
Editora: L&PM Pocket
Lido em Janeiro de 2017
Um clássico de mistério e horror.
As suspeitas começaram quando Mr. Utterson, um circunspecto advogado londrino, leu o testamento de seu velho amigo Henry Jekyll. 
Qual era a relação entre o respeitável Dr. Jekyll e o diabólico Edward Hyde?  Quem matou Sir Danvers, o ilustre membro do parlamento londrino? Assim começa uma das mais célebres histórias de horror da literatura mundial. A história assustadora do infernal alter ego do Dr. Jekyll e da busca através das ruas escuras de Londres que culmina numa terrível revelação.
O escocês Robert Louis Stevenson é considerado um dos maiores escritores da literatura mundial. Inexcedível no gênero de romances de aventuras, é autor da "A ilha do tesouro" (1883), um dos livros mais célebres de todos os tempos. "Dr. Jekyll e Mr. Hyde" é um clássico entre os clássicos de horror e mistério. Stevenson escreveu ainda "O raptado", "As aventuras de David Balfour", "O morgado de Ballantrae", entre outros. Stevenson nasceu em Edimburgo, Escócia, em 1850, e morreu em 1894, em Samoa, nos Mares do Sul. É considerado, ao lado de Melville, Jack London, Conrad, Defoe, um dos mestres de romances de aventuras de todos os tempos. Quando morreu, trabalhava em sua obra-prima inacabada, "Weir of Hermiston".

Enfim, folks eu altamente recomendo este livro.
Por hoje é só.
XO XO
Alana Gabriela - créditos

Tema Base por Butlariz