10 de nov de 2016

Clássicos #1: William Shakespeare

Helloo, everybody... Tudo numa nice?!
Hoje eu vim trazer para vocês um post/comentário diferente. E o motivo é porque vou compartilhar a minha experiência de leitura com vocês e incentivá-los a entrar na vibe de clássicos como eu. Nunca fui muito de ler paradidáticos na escola, pelo motivo de que eu tinha problemas para me concentrar e por isso não lia muito. Ainda assim mainha comprava os livros e ficava entre as bagunças do meu quarto. E um deles que desenterrei esses dias foi Hamlet.
Acredito nunca ter lido a obra antes. Mas sempre ficou ali. Eu tenho livros do Machado, Lima Barreto, Alencar, Dickens, Zola, Fowles e outros clássicos estrangeiros também aqui. Quando entrei na faculdade, felizmente eu já estava no ramo da leitura e li Cem Anos de Solidão – um livro de realismo fantástico que sinceramente não gostei. E Germinal do Zola – uma obra que se enquadra no real naturalismo e que eu realmente curti.
    Mas acho que nesses últimos meses estou numa super ressaca e então decidi ler uns clássicos. Comecei por Hamlet e percebi que era isso que eu deveria fazer, ler os clássicos por um tempo. Não tenho me arrependido. Nas aulas que tive de Introdução à Literatura na universidade eu estava me sentindo meio voadora  porque não tinha conferido muitos clássicos e não tinha como opinar como alguns outros alunos. Esse era o problema de não ler muitos clássicos e não ler praticamente nada durante o ensino médio e fundamental.
  Porém nesses últimos dias eu li: Augusto dos Anjos, Bram Stoker, Edgar Poe, Mariana Alcoforado, Castro Alves, Bernardo Guimarães, Fernando Pessoa, Shakespeare e Camilo Pessanha.
   Eu altamente recomendo esses autores, estou procurando muitos outros e tenho mais obras destes mesmos na minha lista para esse fim de ano. Enfim, pessoas, eu vou falar um pouco da minha experiência ao ler Shakespeare aqui com vocês.

   A primeira peça de teatro que li foi a de Anton Tchekov e não foi tão maravilhosa e surpreendente a experiência. Acredito que porque foi a primeira vez e eu não estava habituada a esse tipo de texto. Então, quando li Hamlet eu não estranhei por já ter me habituado de certa forma, pois as poucas partes narradas no livro estão escritas no presente e na terceira pessoa. É fácil e ao mesmo tempo raro encontrar estórias escritas dessa forma, causa estranheza às vezes, mas depois nos acostumamos.
   Eu tinha assistido ao filme Hamlet com o Gibson e tinha gostado, mas ler a obra com cada imagem na cabeça, se desenrolando foi algo interessante e muito bom, pois eu podia fazer ponte com muitas outras coisas narradas no livro e vistas no filme. Sempre vi e li muitas pessoas enaltecendo Shakespeare, mas como nunca tinha conferido nada dele não podia falar muito, mas hoje eu posso dizer que ele arrasa! Os diálogos de seu livro, Hamlet, são tão primorosos, surpreendentes e tocam com seus significados. Eu me debrucei sobre a estória trágica de Hamlet – que fala sobre vingança e atos imprudentes e amei cada fio dela.


   Esse é o livro que eu tenho aqui em casa de Hamlet. Estava intocado há tanto tempo que tava com fedor de guardado. Tive que deixar no sol por uns dias para poder ler.
        Olha a famosa cena da caveira, people.

    Ontem eu terminei de ler Romeu e Julieta. Essa é a uma estória mais diabética, com diálogos mais voltados ao romance e o enaltecimento do ser amado e o desdém pelo amor quando ele machuca. Todo mundo já conhece as duas estórias, mas para mim essa foi um pouco menor em grandeza quanto credito a Hamlet. Acho que porque na estória de Romeu e Julieta muitas atitudes que eles tomavam eram muito mais imprudentes e toda aquela disputa entre as famílias era sem sentido para mim. Sei que essas rixas aconteciam muito naquela época, mas eu simplesmente não consegui sentir total empatia pelas situações trágicas que iam acontecendo.
    Senti que a estória de Hamlet era mais profunda e havia um motivo plausível para as decisões que ele tomava – que era tirar seu tio usurpador do trono e vingar a morte de seu pai. Acredito que só foi a questão de motivo palpável que funcionou mais para mim de certa forma.
    De igual modo, Romeu e Julieta tem diálogos belíssimos e muito diabéticos, românticos. Mas até quem não é romântica como eu fica pensando: Wow. Arrasador.
   Enfim, eu li Romeu e Julieta pelo ebook da Saraiva e portanto não vou postar foto aqui. Altamente recomendo esses dois livros, mas venho aqui para incentivar mais a você, leitor, procurar a ler um pouco mais dos clássicos também. E se você conhece mais clássicos que eu é só me avisar. A minha lista de leitura dos cânones está crescendo e eu não deixo de aumentar as obras na lista.
Quotes
Pena que o amor, tão lindo de se olhar seja tirano pra se experimentar.
A transgressão do amor é sempre assim. Meu peio já carrega tanta dor, que o seu enxerto só a faz maior, levando a sua.
Ídolo de minha alma, divina e embelezada Ofélia... Duvide da luz dos astros, de que o sol tenha calor, duvide até da verdade, mas não duvide do meu amor.
Ser ou não ser... essa é a questão. O que será mais nobre para a alma: suportar contra o mar de desventuras e dar a ele um fim, tentando resistir? Morrer. Dormir. Nada mais.
Conheça um pouco da história do autor:
William Shakespeare (baptizado em 26 de Abril de 1564 – 23 de Abril de 1616) foi um poeta e dramaturgo inglês, tido como o maior escritor do idioma inglês e o mais influente dramaturgo do mundo. É chamado frequentemente de poeta nacional da Inglaterra e de "Bardo do Avon" (ou simplesmente The Bard, "O Bardo"). De suas obras restaram até os dias de hoje 38 peças, 154 sonetos, dois longos poemas narrativos, e diversos outros poemas. Suas peças foram traduzidas para os principais idiomas do globo, e são encenadas mais do que as de qualquer outro dramaturgo. Muitos de seus textos e temas, especialmente os do teatro, permaneceram vivos até aos nossos dias, sendo revisitados com freqüência pelo teatro, televisão, cinema e literatura. Entre suas obras mais conhecidas estão Romeu e Julieta, que se tornou a história de amor por excelência, e Hamlet, que possui uma das frases mais conhecidas da língua inglesa: To be or not to be: that's the question (Ser ou não ser, eis a questão).
Então, por hoje é só, folks.
Leiam Shakespeare!!
XO XO
Share with the world:

24 comentários:

  1. Olá
    Confesso que li pouquissimos clássicos em minha vida, mas não teria problema algum em me aventrurar nessas histórias. Achei legal ler sua postagem, e que bom que você conseguiu se encontrar nas obras, ainda mais depois de uma ressaca literária, onde tudo é sempre mais complicado. Amei os quotes e tenho muita curiosidade quanto aos detalhes da ambientação e personagens explorados.
    Beijos,. Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, as escolas tendem a nos forçar a ler alguns clássicos como Machado de Assis e José de Alencar, porém não dei o verdadeiro valor a ele na escola porque não gosto de ler forçado. Passei a aproveitar e ler os principais clássicos um pouco mais velha e assim apreciei Machado, Vinícius de Moraes, Eça de Queiros entre outros. Achei muito legal seu post, acho que são leituras universais que todos devem ler, embora tenha obras bem ruinzinhas kkk

    ResponderExcluir
  3. Olá Alana,
    Não tenho o costume de ler clássicos. Acho que não leio porque não me sinto ligada às histórias que eles trazem, mas quero muito mudar isso.
    Gostei de conferir sua postagem, mas não me imagino lendo um clássico durante uma ressaca. A única peça de teatro que li foi Romeu e Julieta e, como você disse, é uma história diabética. Achei muito legal Hamlet ser mais intenso e profundo, vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Adorei seu post diferente!
    Não sou muito de ler clássicos, mas de vez em quando eu me aventuro por eles e não costumo me arrepender, embora não tenha gostado tanto de Hamlet, mas acredito que foi porque li numa época antes de estar preparada pra esse tipo de leitura.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    E claro que conhecia o autor assim como Hamlet ou mesmo Romeu e Julieta, que citaste! :) Adorei conferir! :)

    Sim, gostei da postagem! Mas continuo sem grande vontade de ler clássicos, simplesmente o vocabulário mais antigo e o estilo não funcionam comigo! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Para os apaixonados de plantão e para os que gostam de clássicos, Shakespeare é sempre uma boa pedida. Eu li muitas obras dele na época da escola e não era nada obrigatório, mas porque eu gostava mesmo. Li a coleção inteira da biblioteca da minha escola e depois fui procurar mais. Um dos livros dele que eu mais gosto é A Megera Domada, mas tem um pouco falado entre os blogs literários que é Tempestade Num Copo D'Água, que livro incrível

    ResponderExcluir
  7. Uma pena que você não tenha gostado de 100 de solidão. Quando li eu gostei. ainda não li todos os livros de Shakespeare, mas os que li, gostei, inclusive de Hamlet. Na sua formação acadêmica os clássicos são mesmo importantes de se conhecer, você fez muito bem em ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Alana
    Achei seu post muito bacana!
    Li poucos clássicos espontaneamente e quero retomar estas leituras.
    Leia, quando puder Amor nos Tempos do Cólera, foi com este livro que me apaixonei pela escrita do Gabo!
    Bjks mil

    www.maeliteratura.com

    ResponderExcluir
  9. Oi!

    Sério que você não gostou de Cem Anos de solidão? Ele é o melhor livro que eu li na vida HAHAHAH como a literatura é né? Eu li poucos clássicos mundial, mas em compensação, os brasileiros li a maioria, pois amo a literatura brasileira dos séculos passados. Adorei o seu post, acho que pode sim incentivar mais gente a ler clássicos.

    beijos =)

    ResponderExcluir
  10. Amo os clássicos, sempre que posso, reservo um tempo para eles. Comecei a ler mais pelo romance, então iniciei por Jane Austen, depois encontrei as irmãs Brontë, assim como Dante Alighieri, esse último, sempre tenho que fazer uma leitura minuciosa para compreender melhor, mas amo. Bram Stoker já está na minha lista, assim como Elizabeth Gaskell e Gaston Leroux. Shakespeare só li Romeu e Julieta e até gostei, mas vou pegar a sua dica é colocar Hamlet na lista.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  11. Oi Alana, tudo bem?
    Eu adoro livros clássicos e tem muita coisa boa nesse gênero. Mas ler Hamlet realmente não é algo que eu me sinta tentada a fazer por que não gosto de ler nada escrito como peça de teatro pois não consigo me concentrar na história...
    Você citou muito autor bom na sua estante de clássicos e um que eu amo e super indico é José de Alencar principalmente com o livro O Guarani
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Confesso que li pouquíssimos clássicos em minha vida, mas o que me lembro bem foi de Romeu e Julieta, justamente por achar que foi ridículo e trágico demais para meu gosto rsrsrs. Adorei os quotes que separou, gostei particularmente do primeiro sobre o amor e salvei hahah! ótimo post!

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Realmente vale muito a pena ler clássicos, mas confesso que nao tenho o hábito de ler esse gênero e com isso acabo não me animando muito com os livros, sabe? Mas eu tenho curiosidade com alguns e pretendo ler mais clássicos. Por essa razão o seu post me deixou bem animada, pois deu para conhecer um pouco sobre algumas obras e também sobre o Shakespeare.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  14. Oiii!!
    Nunca li nada de Shakespeare. Já vi várias adaptações de "Romeu e Julieta", mas nunca li o livro. "Hamlet" também é bem famoso, mas me faltou oportunidade para ler. Gostei bastante das indicações, realmente preciso ler algo do tipo, eu meio que fiquei com trauma de clássicos por causa da época da escola kkk, preciso perder esse receio de ler livros assim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi Alana!
    Como você, eu nunca li muitos livros clássicos. Já li um ou outro, mas comparado a quantidade que existe, é muito pouco...
    Porém, como pretendo fazer filosofia, esse número já irar aumentar um pouco. Enfim, não sei se leria algo do Shakespeare agora pois não estou tão acostumada a ler peças teatrais. Precisaria me adaptar e no momento seria difícil incluir no meio da pilha de leituras, rsrs.
    Dos que lembro que li, um eu gostei bastante e outro já não gostei tanto, mas reconheço a importância dele. O primeiro foi "Germinal" do Émile Zola que eu achei ESPETACULAR! O outro foi "O Vermelho e o Negro" do Stendhal que eu já não gostei tanto, mas consigo ver a importância dele para a época em que foi publicado.
    Adorei o post!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/2016/11/resenha-quarenta-dias-sem-sombra.html

    ResponderExcluir
  16. Oi, Alana. Não tenho o costume de ler clássicos, não tenho nada contra mas acho que ainda não estou nessa vibe. Já li Jorge Amado e Machado de Assis e foram obras muito boas para mim. Tenho bastante curiosidade nas obras de Shakespeare, principalmente depois das inúmeras citações na Saga do Tigre da Colleen Houck. Acho que quando começar a ler livros do gênero vou optar por Romeu e Julieta, mais clássico e dramático que isso impossível rsrs.
    P.S.: Ainda não conhecia seu blog, é um amor! Também sou de SE, toca aqui. Haha
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helloo, Carla! Ôh lindeza. Que legal. Quase nunca encontro blogueiros de Sergipe. E obrigada pelo elogio. *-*

      Excluir
  17. Confesso que fico um pouco perdida como você nas aulas da universidade por não ter lido tantos classicos como devia mas eu não tenho tanto esss vontade própria para conferir eles,leio apenas o que os trabalhos me pedem para ler e alguns foram bem legais a leituras e outros nem tanto,não sei se pretendo ler sheaks um dia mas nunca diga nunca, fazendo letras fica dificil dizer que não irei ler kkk

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Eu adoro clássicos, e apesar de às vezes ficar bem perdida na faculdade também, sempre procuro ler mais e mais. Shakespeare é de longe um dos meus autores favoritos e não posso imaginar obra melhor para conhecer o autor do que Hamlet, para sair daquela mesmice de Romeu e Julieta.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Olá moça, como vai?

    Adorei seu blog,muito charmoso e todo fofinho!
    Sei como se sente em relação aos clássicos, confesso que Classicos Brasileiros nao é bem meu forte, prefiro a Literatura Inglesa (te indico as obras das irmãs Brontë, Tom Soyer eu gostei muito de ler e O Fantasma da Ópera é lindo também).
    Romeu e Julieta pra mim é como Amor de Perdição do Camilo Castelo Branco, muito diabético.

    Sua resenha ficou otima, bem sincera e entusiasmada. Voce me deixou bem intrigada pra ler Hamlet, vou anotar a dica.
    Beijos ⚛
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oii, tudo bem?
    Nossa eu amo Shakespeare, já li Romeo de Julieta, Atempestade, Hamlet, a megera domada e a minha peça favorita é Um sonho de uma noite de verão.
    Amei o post, parabéns pelo blog maravilhoso.
    Abraços Mary do blog Leituras da Mary

    ResponderExcluir
  21. Oi Alana, tudo bem?

    Eu sempre fui mais dos clássicos da Literatura Brasileira ou Latino Americana porque na faculdade escolhi estudar a língua espanhola, mas não tem como fugir muito do Shakespeare, né? Li poucos livros do autor, mas é sempre uma felicidade ao terminar a leitura, pretendo ler mais daqui pra frente!

    Adorei o post!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  22. Eu adoro clássicos, e Shakespeare é um dos autores que mais amo. Sou um pouco suspeita porque sou atriz, rs, comecei a estudar teatro aos 12 anos e pouco tempo depois já comecei a ler as peças dele e a me encantar, tenho a obra completa. Queria muito interpretar tudo que é peça dele e do Nelson Rodrigues. E olha, acho Tchekhov tão legal! Rs... Mas acho que vendo encenado a gente passa a ter outra visão, talvez tenha faltado isso pra você. E acho Hamlet sim melhor que Romeu e Julieta, mas Romeu e Julieta ainda é meu xodó, por ter sido a primeira que li. Tem que dar um desconto porque a Julieta é basicamente uma criança... Rs...

    ResponderExcluir
  23. Olá, Alana.
    Não sou muito fã dos clássicos por causa da linguagem. E também porque era obrigatório na escola, lia e fica com raiva por ser obrigada a ler hehe. Teve uma época que trabalhei em uma escola e aproveite a biblioteca deles. Tinha muito Shakespeare lá e li vários dele hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir

 
Designed by Beautifully Chaotic