20 de ago de 2016

Resenha: No Coração da Floresta - Emily Murdoch

   Hello, folks.
   Preciso dizer uma coisa antes de tudo, que presumivelmente vocês já sabem: tenho um fraco irremediável por capas lindas e interessantes. Quando vi No coração da Floresta eu pirei geral e pensei: preciso ler. A sinopse da história também foi outro atrativo que me chamou atenção e rapidamente me convenceu. Primeiro vou fazer um apanhado da estória e depois comentar fatos que considero interessantes diante da premissa.
Título: No Coração da Floresta | Autor: Emily Murdoch | Ano: 2015
Páginas: 272 | Editora: Agir Now | Lido em: Junho de 2015
E se tudo o que você soubesse fosse uma mentira? E se a pessoa que deveria te proteger não tivesse condições nem mesmo de cuidar de si mesma? Carey é uma jovem de 15 anos com uma história de vida difícil. Levada às escondidas pela mãe para um parque nacional quando ainda era uma criança, tudo o que ela e a irmã menor conhecem é a floresta. Elas só têm uma a outra, considerando que a mãe, viciada em drogas e mentalmente instável, muitas vezes desaparece por dias sem fim. É durante um desses sumiços que repentinamente as meninas se vêem diante de dois estranhos, que as tiram da floresta e as levam para um mundo novo e surpreendente de roupas, meninos e aulas. Agora Carey precisa enfrentar a verdade por trás do seu passado e decidir se vale a pena revelar um terrível segredo, que, caso descoberto, pode colocar em risco a segurança e a nova vida das duas irmãs. No coração da floresta foi indicado a inúmeros prêmios, como a Carnegie Medal em literatura, e seus direitos foram vendidos para 8 países. Primeiro livro de Emily Murdoch, recebeu a seguinte crítica estrelada do Booklist: “Um livro cheio de dor e esperança. Uma estreia surpreendente.”
      Carey vive com a Nessa, sua irmã mais nova, na floresta, num lugar ermo e distante de tudo e de todos. E devido a uma vida árdua ela precisa aprender a sobreviver num lugar tão selvagem. Lidar com os perigos e saber o que fazer com o racionamento de feijões até sua mãe voltar da cidade – onde foi buscar suprimentos. Desde os cinco anos Carey vive na floresta com a mãe viciada e instável. Ela lembra que elas fugiram de seu pai violento - quando era apenas uma criancinha - que as obrigou a se esconder na floresta e viver reclusas para escapar dele.
      Mas dessa ida para a cidade em busca de suprimentos a mãe das meninas não voltou. Um mês se passou e as garotas não tem nenhum sinal dela. No entanto, em meio a aflição da solidão algo estranho acontece. Uma mulher e um homem aparecem na floresta para levá-las embora.

Esse foi um livro que mexeu bastante comigo e me levou a uma série de emoções.
     Não sei porque, mas às vezes me dá um branco e fico meio sem palavras para comentar sobre um livro que gostei bastante e que me deixou extasiada, emocionada, aflita e perdida. A escrita da Emily é interessante, e trouxe um ângulo que eu não estava acostumada a ver nos livros que o regionalismo. No início me incomodou um pouco quando a Carey falava num ao invés de não. Mas logo me acostumei ao perceber que fazia parte da vida das meninas esse tipo de linguagem.
    Achei interessante, frustrante e dolorido como Carey levou tudo nas costas tendo apenas quinze anos. A vida das meninas era bastante dura, por vezes me peguei tentando apertar o rosto para não chorar porque tudo o que elas viveram foi bastante intenso e cruel, que nenhuma criança deveria viver ou presenciar. Elas viviam acostumadas com a mãe negligente que é viciada em drogas e que levava pessoas para o trailer em troca de dinheiro para comprar mais droga.
— Aquela menina da floresta é incrível. Nunca deixe de ser aquela garota, está me ouvindo? Tranças e roupas novas não podem levar embora as melhores partes de você. Agarre-se à sua herança. Aquela menina da floresta criou um bebê, tomou conta da irmã, manteve-a alimentada, aquecida e segura. Aquela menina da floresta é especial. Ainda mais aqui fora. Assinto, minha voz saindo como um sussurro vacilante: — Obrigada.
     Quando Carey e Nessa foram viver com a família de Charlie fiquei esperando que algo de ruim acontecesse porque tudo parecia bom demais, como Carey mesma disse: Essa bondade não existe. Essas coisas. Ninguém é bom sem esperar nada em troca. Mas eu tentava me agarrar no contentamento de que Melissa e Charlie eram realmente legais e estavam tentando auxiliar as garotas para retomarem a vida da melhor forma possível. Fiquei impressionada com o romance inusitado que surgiu quando a Carey foi para a escola, era tudo novo e surpreendente para a menina, mas bonito, sensível e real.
     A autora encaixou os detalhes da estória de uma forma genial. O único porém é que no meio do livro eu já havia descoberto o que Carey havia feito. Dada as circunstâncias que viviam acreditei que o que ela fez na floresta era bem possível.
     Eu realmente gostei da estória. Muito mesmo. Fiquei chocada, extasiada com o que acontecia a cada página. Ah! Também amei o A Menos. Há tantos personagens que eu gostaria de mencionar, mas não quero estragar a surpresa. Eu gosto de fazer leitura ás cegas e me surpreender com qualquer coisinha foi bom para mim.
   A história é sensível, delicada, chocante e intensa. A diagramação e as imagens da floresta são lindas. Super recomendo! Pelo motivo de que descobri antes do fim o que a Carey tinha feito e porque acho que uma questão ficou em aberto que dou quatro estrelinhas, mas de todo o livro é muito bom!
Nota: 4/5 - Favorito
Share with the world:

12 comentários:

  1. Oiii Alana

    Parte de mim ja meio que cogita o que a Carey pode ter feito ali na floresta, mas não sei se estou certas... Achei a premissa do livro ótima, achei que fosse bem suspense, é bom saber que há outras coisas mais profundas levantadas no livro e até mesmo um romance.
    Assim que aparecer uma oportunidade quero conferir esse livro, realmente tem uma boa pinta

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helloo, Alice. É verdade. A obra é rica e interessante. Meio que saber o que aconteceu na floresta não tira o brilho da obra. Confira!!

      Excluir
  2. Oi, Alana!
    Eu ainda não tinha visto nenhuma resenha desse livro. Depois que li a sua, fiquei me perguntando porque ainda não li antes.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aahaha, Lu. Foi publicado pela Agir e talvez não tenha tido tanta expressão na divulgação, mas é um bom livro.

      Excluir
  3. Oi, Alana, como vai?
    Eu não conhecia o livro, mas achei ele surpreendente logo de cara.
    Os personagens, a trama, o mistério e tudo parece ser bem envolvente e curioso, te prendendo no livro.

    Abraços!

    -Ricardo, Lapso de Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, isso Ricardo. O livro é bem interessante e te fisga. Eu gostei de todos! *-*

      Excluir
  4. Oi, Alana!
    Amei a resenha! Az vezes sou assim também, compro o livro pela capa. E essa é muito misteriosa, ein?! A premissa me chamou atenção e a resenha me fez querer ainda mais, vou garantir o ebook no kindle e ler assim que possível! ^-^
    Beijos!
    Borboletas de Papel | Fanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa capa destrói tudo. Você precisa ver a diagramação. Leia sim, Aline e depois me conta o que achou!

      Excluir
  5. Olá, Alana.
    Eu sou diferente de você. Amo um spoiler e gosto de saber de todos os detalhes do livro que fico ainda mais interessada para ler hehe. Mas essa capa é sensacional mesmo, também leio livros pela capa. E claro que depois dessa resenha que me deixou morta de curiosidade para saber o que aconteceu na floresta, vou ter que ler ele.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo, Sil! Você tem quer ler mesmo eheeh. É um livro muito bom e tocante.

      Excluir
  6. Olá, tudo bem? Desde que vi esse livro pela primeira vez, sou doida para comprar ele. Primeiro porque a capa é linda e segundo porque a estória parece ser muito envolvente. Adorei sua resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Lari. Essa capa é diva demais e a história é muito boa.
      Beijin...

      Excluir

 
Designed by Beautifully Chaotic