Os Dinossauros da Minha Estante - Pieces of Alana Gabriela

21 de jul de 2016

Os Dinossauros da Minha Estante


      Helloo, people, everybody, todo mundo, como estão? 
Eu estava mexendo em alguns livros meus para emprestar a minha prima e verifiquei alguns dos meus dinossauros entocados há um tempo - tipo, eu acho que tem mais alguns guardados no quarto da bagunça, mas de forma alguma eu vou me atrever a procurar, além do mais eu sou alérgica a poeira. Sabem aqueles livros meio chatos, os famosos paradidáticos, que a escola listava que devíamos tê-los e que vinha com aqueles questionários lame? Pois é. Ainda tenho alguns aqui. O único que gostei mesmo que a escola passou e que reli é Diva do José de Alencar. Achei legal demais a escrita intricada e as descrições – muita gente não gosta dessa estória devido a isso, mas eu sou a anormal e pronto. Eu gosto de ler o dicionário tanto em inglês como em português, descobrir novas palavras.


     Germinal e Cem Anos de Solidão eu li na faculdade. Vocês já devem saber que eu não lia muito quando era mais nova, na verdade minha vida literária só começou efetivamente em 2013 quando comecei a escrever. Pois é, eu sou ao contrário. Eu tinha problemas para me concentrar ao fazer leituras, voava muito e até mesmo para estudar, às vezes eu lia em voz alta tamanha a facilidade para me dispersar. Perdi a conta de quantas vezes eu precisava ler o mesmo capítulo porque não estava entendendo nada.

    Enfim, acredito que eu entortava o nariz para os paradidáticos porque eram leituras obrigatórias. Hoje em dia eu leio com mais facilidade e mais rápido, tipo, não o rápido super fast, mas eu consigo ler uma obra em um dia se eu só ficar fazendo isso e se não enjoar.
Enfim vejam as fotos e os comentários abaixo de cada uma.
                                                    Olha a Meryl na capa, gente!!
Ah, o John Fowles!! Foi o meu primeiro contato com um texto que tratava de psicopatia. Eu gostei por demais de O Colecionador. Comprei no sebo o livro, e apesar de algumas coisas que não concordo com o autor, achei uma leitura interessante. :) Por gostar tanto comprei a outra obra do autor, mas ainda não li por pura preguiça. As páginas são até em estilo jornal.


Cem Anos de Solidão: esse livro eu comprei online num sebo também. Foi no ano que o Gabriel morreu. Essa versão é bem antiga, e apesar de ser um texto rebuscado, eu não gostei da estória. Foi muita doideira para mim. Acho que realismo fantástico não é minha praia. Quando comecei a facu estava fazendo uma matéria chamada Leitura e Análise de Obras Canônicas e essa obra estava incluída no programa. A gente tinha que fazer uma análise sobre e trazer para o nosso contexto algo que nos acrescentou da leitura e foi só por esse motivo que eu li. Demorei mais de uma semana, tipo, um mês inteiro – o que é muito. Eu não consigo e nem posso ficar com o mesmo livro mais de uma semana. Sou uma pessoa  complicada que enjoa fácil das coisas então, se a leitura se arrastar é bem possível que eu abandone e não gosto de fazer isso. Uma prova é que desde o final de 2014 estou terminando O Apanhador no Campo do Centeio e ainda nada. Enfim, para mim a estória foi cansativa, não fazia meu estilo, além de que fui incumbida da leitura o que não é boa coisa. Geralmente não flui quando leio por obrigação. Não vou fazer uma análise aqui senão o texto fica grande.

Germinal também foi uma obra que eu tive que ler por causa da matéria, mas essa eu realmente gostei. Acho que não me dou bem com o real e o fantasioso ao mesmo tempo. Só um ou outro. Não se encaixam os dois – para mim. Eu gostei da veracidade das coisas que o autor apresentou nos fatos que sucediam nesse livro. O Zola trabalhou numa mina de verdade para conhecer a vida dos mineiros e escrever bem sua obra. Achei isso bem lindeza. Tem um monte de curiosidade interessante sobre o Émile, e eu poderia ficar escrevendo por muito e muito tempo, mas só estou aqui para mostrar os meus dinossauros.


Desses três eu só Magia das Árvores - que foi na minha infância. Eu repeti tanto o primeiro parágrafo porque ficava voando toda hora que acabei decorando a primeira frase e até hoje me lembro. "Vagamundo não era Vagabundo."
E esse foi o meu favorito da escola. Eu não sou muito fã de romances, mas esse eu curti.

    Então, gente, me contem a lista de seus livros mais velhos, e de mais velhos e não digo de dois anos atrás – porque música de dois anos atrás já é old stuff para mim ahahah. É velho mesmo! Aqueles que tu compra no sebo ou que está na estante fedendo a guardado. Comentem o que acharam da minha lista e se vocês tinham problemas como eu para ler os paradidáticos!! Beijinhos

33 comentários:

  1. Oi, Alana!
    Amei esse post! Eu não tenho nenhum dinossaurozão na minha estante porque doei alguns livros para a biblioteca tempos atrás. Doeu no coração, mas foi por uma boa causa.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi, Alana.
    Primeiro preciso dizer que amei esse post rs.
    Olha velho mesmo eu tenho poucos, mas os que tenho são de estimação. Meu livro mais velho é o Pollyanna inclusive foi por causa dele que descobri meu amor por livros, o segundo que tenho é um do Monteiro Lobato. ♥
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
  3. Oi Alana!
    Tbm tenho alguns "dinossauros" aqui em casa, haha
    Adoro Machado de Assis ♥
    E Cem anos de solidão é um que está na minha lista há um tempão...
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Alana, gostei muito do post. A maioria dos meus livros velhos acabaram se perdendo por emprestar. Eu também tinha um certo receio em ler obras obrigatórias, já ia de mal humor e não aproveitava nada.
    A única obra que gostei mesmo e reli várias vezes foi "Amor de Perdição" de Camilo Castelo Branco, que também, a pessoa que pediu emprestado nunca devolveu. Mas amo e ela sempre terá um espaço nas leituras que me agradam.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  5. Olá, Alana.
    Eu nem mexo nos meus dinossauros que se encontram no guarda roupa, nem na estante está hehe. Desses eu li e gostei muito de A mulher do tenente francês e O colecionador. Mas não li por causa de escola não, li porque achei as sinopse interessantes hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Olá
    O único livro que li desses acima foi Memórias póstumas de Brás Cubas, apesar de já conhecer alguns dos outros. Agora não tenho mais dinossauros na minha estante, porque recentemente desapeguei de vários e agora só fico com meus queridinhos mesmo.. Não gostava de ler por obrigação e até hoje não gosto, por isso é difícil encontrar algum título na minha estante que eu não queira que esteja ali mesmo :)
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  7. Olá Alana,
    Quantos dinossauros, hein? hahahaha
    Eu lembro que burlei várias leituras da época da escola, pois eu não curtia os livros, simples assim haha. Achei muito legal saber que você curte Diva, eu anotei a dica dessa leitura. Outro livro que tenho vontade de ler é Cem Anos de Solidão.
    Espero que você encontre mais dinossauros e traga por aqui \o/
    Beijos ♥
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Oi Alana,
    Eu nunca fui em um sebo, acredita? Eu tenho alergia e sofro com isso.
    Acho que o livro mais velho que tenho é 'Senhora' que é da época de adolescente da minha mãe, rs. Mas não diga a ela que eu comentei isso num post sobre livros dinossauros, HAHAHAHAHA.
    Beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Alana,
    primeiro eu adorei seu post. Você escreve de um jeito muito gostoso de se ler. Parabéns.
    Agora, eu também tenho os meus dinossauros, como você diz, aqui em casa. Concordo com você quando diz que abandonamos muitos livros quando se torna obrigação.
    Literatura é prazer, é hobbie. Quando vira obrigação fica chato e, por mais que o livro seja bom, a gente tenta escapar dele o máximo possível.
    Mas até que você se saiu melhor que eu, visto o número de livros que gostou e indicou.
    Acho que sue post além de chamar atenção pro abandono dos livros, também nos fez querer voltar atrás e dar mais um chance para eles.
    Parabéns!
    Acho que vou voltar mais vezes no seu blog.
    Bjs, Mila.

    http://a-viagem-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Menina, que post bacana. Eu também tenho uns dinossauros por aqui. O meu mais velho é de 1974, o ano que nasci e o livro que mais li na infância: Marita e Flu-Flu. Outro que tenho, mas é um pouquinho mais novo é o Memórias de Machado de Assis, da Ática também, mas a edição de capa preta, de 1983, é uma relíquia pra mim. Por que armei uma briga na escola pra lê-lo, ainda era muito nova e a professora não queria que eu o lesse, mas tanto fiz que ela deixou, e anos depois consegui comprar a mesma edição que guardo com um carinho imenso.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  11. Oi
    bem legal o seu poste, dos que a escola pedia para ler não tenho mais nenhum aqui, quem sabe você rele eles e gosto dessa vez.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Eu também tenho alguns dinossauros na minha estante, e a maioria são aqueles Sabrina, Bianca e tals pois na minha casa tinha bastante e deixo todos na minha estante para 'enfeitar' porém nunca li hahahaha.
    Esses de escola nunca mais li, a maioria que eu tinha era copias impressas, e foi tudo pro lixo, pois minhas experiencias com esses livros foram as piores da minha vida com relação a leitura

    ResponderExcluir
  13. Oi Alana, eu tenho alguns dos livros da época da escola e confesso que nem todos eu lia de bom grado por serem obrigatórios. Eu sou apaixonada pela escrita e pelas obras do José de Alencar. Me jogo de cabeça nos livros dele.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  14. Tenho MUITOS dinossauros na minha estante. mas eu li todos e não consigo desapegar. Gabriel Garcia Marques é um deles e embora Cem Anos de Solidão não seja o meu favorito dele, é um livro maravilhoso. Adorei o post, amei as fotos e se eu fosse você, me jogava de cabeça nestas leituras.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi Alana, tudo bem?
    No começo do ano eu não tinha muitos livros para ler e acabei optando por esse tipo de livros que você mostrou na postagem, já que são os que mais tem no pequeno armário da minha mãe! Inclusive já li alguns livros e teve um que me fez até chorar, que se chama Meu Pé de Laranja Lima, é realmente muito lindo, impossível não se emocionar!
    Ainda não li nenhum dos livros que você citou, mas fiquei curiosa para conhecer O Colecionador, já que se trata de psicopatia, um assunto que acho muito interessante.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  16. Olá!! :)

    É verdade!! ahah Muitas vezes so quando vamos procurar algo na estante e que nos deparamos com os nossos dinossauros!! :) ahah

    Bem, eu nao conhecia nenhum deles!! Eu nao encontrarei assim dinossauros, confesso, porque ainda sou muito novo e comeceia minha vida literaria ha bem pouco tempo!! :) ahah

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  17. Hey!
    Eu sinceramente não tenho livros tão antigos, mas terei daqui uns anos hahaha. Eu também odiava ler por obrigação da escola, li alguns dois anos atrás e o que mais gostei foi Capitães da Areia, e é um dos meus livros favoritos quando se trata de literatura nacional. Me interessei bastante pela proposta do autor Fowles, procurarei ler alguma coisa dele.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi Alana!
    Poxa...verdadeiros dinossauros mesmo, rsrs. Aquela capa com a Meryl, eu nem teria reconhecido ela se não fosse o seu comentário, rsrs.
    É por isso que eu acho tão errado os professores "empurrarem" certos livros para os alunos. Além de não despertar o prazer para a leitura, pois são livros com os quais não nos conectamos em certa idade, ainda nos fazem pegar birra com certos autores. Não aconteceu comigo porque sempre fui leitora fominha (rsrs), mas acontece com muitos.
    PS: Leia logo Memórias Póstumas de Brás Cubas! Foi uma das minhas leituras favoritas do ensino médio.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Admiro muito pessoas que sentam para ler o dicionário, um dia hei de conseguir fazer isso também. Confesso que entorto um pouco o nariz para livros nacionais porque acho que não entendo nada, devido a sua linguagem épica. Não tenho dinossauros em minha estante, mas um dinossauro que li foi Iracema do José de Alencar, e gostei muito. Uma coisa boa para pessoas como eu que não conseguem ler os clássicos nacionais, são os audiobooks. Eles nos proporcionam uma nova experiência e também uma oportunidade de aproximação com os clássicos. Bjinho! ;-)

    Janaína Oliveira | Blog Notinhas de Rodapé

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helloo, Janaína!
      Ah, eu leio muitos nacionais, mas não leio os clássicos tanto assim. Acredita que eu peguei na biblioteca da universidade o livro Iracema hoje para poder ler. Estamos trabalhando o romantismo nas aulas de Literatura Brasileira e a professora selecionou esse. Que bom que você gostou, e espero gostar tanto quanto. *-* Legal essa questão do audiobook, nem tinha pensado dessa forma.
      Beijin... :)

      Excluir
  20. Olá,

    Kkkkkkkkkkk amei o titulo desta matéria, os dinossauros de minha estante kkkkkk quem não tem um dinossauro em sua estante? Minha irmã é acostumada a ler romances de banca e tem muitos dinossauros em sua estante, acho que bem mais de cem, e é tão nostálgico ler livros antigos e velhos mesmo arriscando pegar alguma gripe por causa da poeira.

    ResponderExcluir
  21. Oi
    Adorei conhecer seus dinossauros.
    Adoro Diva. Aliás, adoro os livros de José de Alencar, pois foram os primeiros que li.
    Fiquei pensando quais eram os livros mais antigos da minha estante, sinceramente não sei, mas vou olhar quando chegar em casa. Gostei muito de conhecer sua história com cada livro.
    Adorei o post.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?? Eu amo todos os meus livros e os que não amo oi não gosto não costumo deixar parado na estante e sim doá-los para outras pessoas que queiram ler ou até trocar! Você podia fazer isso com seus livros que estão abandonados no quarto da bagunça. Além de otimizar espaço com certeza vai deixar alguém feliz! Meus livros mais antigos são o cachorrinho samba, Feiurinha e a coleção dos livros do Monteiro Lobato.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aahaha Boa ideia, Camila! Eu só preciso arrumar algum tempo para poder fazer isso. Acredito que no fundo ainda não fiz porque penso em ler alguns deles em futuro próximo, não sei. Ah, e eu tenho o cachorrinho samba aqui também!! *-*

      Excluir
  23. "Dinossauros" haha
    Eu conheço esses livros só de nome, nem os classicos li. :(
    Esse Colecionador ja li coisas otimas sobre ele é um livro que tenho vontade de conhecer. Adorei o post.
    Beijos
    Estilhaçando LivrosCantar em Verso

    ResponderExcluir
  24. São dinossauros mesmo!!! Só li o do Policarpo Quaresma e do Brás Cubas, ambos também impostos na época escolar. A Mulher do tenente Francês parece bom. Eu lia bastante, mesmo na época da escola, mas acho que determinadas leituras não deveriam ser impostas, pois a maioria não está apta para ler. Tenho alguns dinossauros na estante, alguns até que estou querendo reler.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  25. Memórias Póstumas é o melhor livro do tio Machadão e um dos meus três livros favoritos. Então, leia. Você tem grandes chances de gostar.
    Ah, a primeira vez que o li foi nessa edição mesmo que você tem, um verdadeiro dinossauro. haha
    Germinal parece ser um livro excelente. Pretendo ler em breve.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de julho. Serão quatro livros e dois vencedores!

    ResponderExcluir
  26. Oie, gostei de conhecer a sua listinha. Eu não tenho livros antigos pois sou deficiente visual e então só leio ebooks. eu gostava de coisas didáticas e tenho uma super curiosidade em ler o Cem anos de solidão.

    ResponderExcluir
  27. Olá Alana!
    Gostei muito do post e de conhecer os livros da sua estante. Sempre gostei de ler e quando saí da literatura infantil passei a ler clássicos e não foi por causa da escola. Com o tempo, fui comprando os que eu gostava e lendo novos. Desses que você citou não li nenhum, mas gosto muito dos livros de Machado de Assis e José de Alencar. Sempre recomendo para quem gosta de literatura clássica.
    Beijos.

    Um Rascunho a Mais

    ResponderExcluir
  28. Livros de vestibular nunca ficam velhos kkk
    Não tenho tantos dinossauros na minha estante, acho que ainda tenho controle sobre os meus livro hihi
    Beijos

    Preguiça Literária

    ResponderExcluir
  29. Eu sempre li muito, desde pequena. Mas na época, eu não tinha muito como comprar os livros e na minha cidade algumas coisas demoraram para chegar (como uma livraria mais barata e sebo). Então, eu acabava me contentando com a biblioteca, onde vivia pegando o que encontrava para ler. Quando ganhava livros, eu também acabava passando eles para frente - então são poucos os dinossauros que eu tenho por aqui...
    Tenho alguns do Paulo Coelho que na fase adolescente me encantou e eu guardo os livros até hoje. E vários clássicos do teatro que tenho em coletanias que a Editora Abril lançou nos anos 80 com capa de couro e tal. É lindo, mas o cheiro que o papel pegou por causa do tempo me fez demorar um monte para conseguir ler...
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  30. Oi, tudo bem?
    Dinossauros acho que todo leitor tem na estante né? ahahah eu tenho uns que herdei do meu pai, do Sidney Sheldon e da Agatha Christie. São umas edições muito antigas que a capa já ta caindo praticamente, mas acho lindos e tenho guardado com muito carinho. Quero ver se uma hora pego para ler!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  31. Hey, tudo bem?
    O post me chamou atenção já pelo título, achei super legal kk
    Eu também comecei a pegar gosto de vez pela leitura um pouco tarde, mas mesmo assim os dinossauros estão lá. Esses clássicos acho que todo mundo tem na estante, principalmente estudante kk
    Eu achei teu post incrível e eu vou lá ver se tem dinossauro novo na estante.
    Beijos

    ResponderExcluir