16 de abr de 2016

Resenha: Seis Coisas Impossíveis - Fiona Wood

      Hello, people... 
   Hoje eu venho trazer para vocês a resenha de um livro maravilhoso, divertido, engraçado, fofo e meio nerd que me aventurei nesses dias. Eu tenho uma lista enorme de leituras paralelas que estou fazendo é só checar meu skoob, mas em meio a bagunça de leitura e a indecisão do qual continuar, acabei passando essa obra na frente de todos os outros que estou lendo. Fiquei bastante contente por ter feito isso. E vou explicar porque mais abaixo.

Essa uma das listas do Dan.
Título: Seis Coisas Impossíveis
Um choque de realidade de cada vez, por favor!
Autor: Fiona Wood
ISBN-13: 9788581633251
ISBN-10: 8581633250
Ano: 2013
Páginas: 272
Idioma: português
Editora: Novo Conceito
Lido em: Abril de 2016
Dan Cereill levou um encontrão da vida: seu pai faliu e separou-se de sua mãe, tudo de uma vez só. Enquanto isso, sua mãe recebeu de herança uma casa tombada pelo patrimônio histórico que cheira a xixi de cachorro, mas que não pode ser reformada...E, agora, Dan está vivendo em uma casa-relíquia que parece um chiqueiro, com uma mãe supertriste e sem conseguir falar com o pai — que ele ama muito. Suas únicas distrações são sua vizinha perfeita, Estelle, e uma lista de coisas impossíveis de fazer.
1. Beijar a garota.2. Arrumar um emprego.3. Dar uma animada na mãe.4. Tentar não ser um nerd completo.5. Falar com o pai quando ele liga.6. Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí...
Mas impossível mesmo será:1. Não torcer para que Dan supere seus problemas.2. Não rir muito com os devaneios dele.3. Não querer ter um cachorrinho como Howard.4. Não desejar que a mãe de Dan encontre a felicidade.5. Parar de ler este livro.6. Não querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado...

      O Dan é um dos meus personagens favoritos do momento, nunca pensei que ia gostar tanto assim de um protagonista, no geral a gente acha as personagens principais chatinhas e coisa e tal. Mas o Dan é diferente – tipo, o Ephram de Everwood. *-* Divertido, meio sarcástico, autodepreciativo, magrelo e bonitinho. Após vários acontecimentos catastróficos em sua vida, ele precisa se afastar de tudo que tinha, a escola particular que frequentava com Fred e ir morar em outro bairro, numa casa antiga que a Adelaide, tia de sua mãe, deixou de herança para ela. E essa é a única esperança dos dois depois de serem despejados da casa que viviam.
    Nesse novo lugar Dan irá viver novas coisas, conhecer novas pessoas, pagar mico, se apaixonar e se meter em muita confusão, situações dinâmicas que ele jamais pensou que poderia se envolver.
Gente, vocês não tem ideia do quanto de risada eu dei com esse livro. Foi demais. Desde o início, Dan tem aquela autodepreciação característica e em certo ponto até fofa, depressiva e engraçada. Todas as coisas que acontecem em sua vida, a sua fase de crescimento, os perrengues que acontecem nessa fase da adolescência foram muito bem apresentados, o Dan é um cara fofo e legal que eu gostaria de verdade de ter como amigo.
     Eu tenho medo de cachorro, gato, sapo e qualquer bicho, mas eu gostei demais do Howard, um cão velho e companheiro que a Adelaide acaba deixando para Dan e sua mãe cuidarem. E o garoto realmente acaba se afeiçoando ao animal e esse sentimento acaba sendo transmitido para os leitores que criam empatia pelo bichinho esperto e velho. A interação é muito boa e engraçada. Eu terminei esse livro com um sorriso no rosto.
     O Dan tem quatorze anos e vai fazer quinze, não é uma faixa etária de livros que leio muito, mas gosto de ser surpreendida as vezes.  O crescimento e amadurecimento do personagem é interessante e as coisas que ele passa, os sentimentos são palpáveis e sinceros. Gostei da introdução de cada personagem na estória, até da madrasta do Fred a Ali.
     A escrita da autora é fluída, fácil e engaja o leitor à estória. Os acontecimentos sucessivos são críveis, divertidos e engraçados. Aplaudo a autora porque ela me fez gostar de todas personagens do livro e me prendeu numa narrativa simples e singela. Eu só não curti muito essa capa, achei meio paia e fubá, esse foi  um dos motivos de eu ter deixado passar esse livro há algum tempo. Eu curto capas lindas, sabe?! Mas esse livro me conquistou independentemente.
Nota: 5/5

Beijin...
Share with the world:

6 comentários:

  1. As seis coisas impossíveis foi um dos primeiros livros que recebi da Novo Conceito e por isso tenho um carinho especial por ele, além do livro ser muito bom! ^^

    Beijokas da Mylloka
    http://myllokasecret.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei a premissa e a sua resenha, Alana! E a capa é lindaaa!
    Tô precisando ler um livro divertido! E fiquei ainda mais animada por saber que tem um cachorrinho tão fofo quanto Howard! Hahaha...
    Adoro personagens nerds.... acho que me identifico! Rs...

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    Pausa Para Pitacos | Participe do TOP COMENTARISTA | Promoção PQ SIM!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Alana!
    Eu sou a rainha das leituras paralelas. Falando nisso, já comecei a ler seu livro e estou gostando muito o/
    Essa capa realmente é meio fubeca. Eu pensei que se tratava daqueles livros de auto-ajuda.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Olá, Alana.
    Já li a obra e gostei bastante. Apesar de não ter dado nota máxima, achei a escrita bem envolvente, sem falar que a obra é excelente para distrair. Ainda dá para tirar uma reflexão ou outra, é claro.
    Ótima resenha.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de abril. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  5. Oi Alana, tudo certo?
    Ai nem me fale em leituras paralelas... Eu to tão perdida com as minhas que cheguei no mesmo ponto que você: não ter vontade de continuar nenhuma delas haha
    A contrário de você, eu adorei essa capa haha mas entendo que ela parece não fazer jus ao livro, né?!
    Adorei a trama e coloquei na minha lista de desejados! Espero que eu goste da mesma forma que você :)
    Beijinhos

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir

 
Designed by Beautifully Chaotic