Campanha: Salve Vidas - Doe Sangue - Pieces of Alana Gabriela

15 de dez de 2015

Campanha: Salve Vidas - Doe Sangue

      Helloo, people... Tudo numa nice?! (em ASL)
Semana retrasada a Lua Aquino do blog Entre Pó e Sombra entrou em contato comigo e pediu para divulgar uma campanha super cool sobre doação de sangue. Quando vi em outro blog a campanha me senti compadecida e gostei bastante da iniciativa, então a pedido da Lua e porque eu também queria divulgar hoje estou trazendo aqui este post.

     Ao contrário da maioria das crianças eu sempre gostei de fazer exame de sangue e tal, ficava olhando o tubinho se encher com o meu sangue e a agulha enfiada no braço,  mas depois de um certo evento traumático eu parei de gostar de ter uma agulha enfiada no meu braço magro. Pois é, people, eu era anormal.
     Infelizmente eu não posso doar sangue, tenho uma leve anemia férrica e peso menos de 50 kg, mas acho importante divulgar essa campanha. Aconteceu de uma pessoa próxima a mim precisar de sangue e logo que vi essa proposta eu me lembrei dessa situação de necessidade das pessoas. Ele tinha câncer e infelizmente morreu.

    Bem, eu trouxe um texto da campanha para vocês conferirem:
    Todos os dias pessoas morrem por falta de sangue, necessitando dele para cirurgias, recuperação emergencial, traumas e outros. No entanto, nem sempre tem um banco de sangue cheio pronto para qualquer necessidade; o tipo O, universal, então, nem se fala. Sempre escasso.
     O sangue está em todos nós; um líquido necessário para a vida, que encontramos em todas as pessoas. Mesmo assim, as doações não são muitas. Não é e nunca foi obrigatório; doar sangue é um ato de caridade, um ato de compaixão. Você estará doando um pouco do que você tem muito, dando chances e esperança para alguém viver.
    A única fonte é você.
   Na doação, apenas 450ml de sangue será doado e separado em três categorias, dividido por necessidade. Farão testes em você para ver se está apto para doar, não tendo doenças como hepatite e anemia. Tipagem sanguínea, sorologia e NAT (teste do ácido nucleico) para hepatite C e HIV (vírus da Aids), sorologia para hepatite B, doença de Chagas, sífilis, e HTLV.
A doação nunca lhe afetará; é mais ou menos 10% da quantidade sanguínea do seu corpo, então é preciso que pese mais de 50kg. O processo é totalmente seguro e tudo que será usado é higiênico e descartável.
     Após a doação, é necessário que se alimente bem, beba bastante líquidos e não faça muito esforço. Você terá, por direito, um dia de folga no trabalho para evitar atividades que precisam de esforço.
     O sangue é separado em hemocomponentes, como concentrado de hemácias, concentrado de plaquetas e plasma fresco. Após a realização dos testes laboratoriais, esses hemocomponentes são enviados aos hospitais para serem usados em pacientes que estão com sangramentos, em tratamento quimioterápico, para cirurgias, transplantes etc. O plasma excedente (que não foi utilizado nos pacientes) também poderá ser encaminhado à indústria de Hemoderivados – HEMOBRÁS, para produção de medicamentos que serão utilizados por pacientes portadores de doenças hemorrágicas.
     Depois da doação, o plasma é reposto em algumas horas, as plaquetas se restabelecem em alguns dias, e as hemácias demoram alguns meses. Por isso, a doação de sangue só deve ser realizada a cada 90 dias para os homens e 120 dias para as mulheres.
Bom, é isso, gente!!
Beijin... 

11 comentários:

  1. Olá, Alana.
    Que legal essa divulgação. Aqui na minha igreja o pessoal está sempre doando. Infelizmente também não posso doar no momento. Estou com um problema de saúde mas quando puder eu vou sim. É um gesto tão pequeno e que pode salvar várias vidas.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Olá! Parabéns pela divulgação! Apesar de ser uma coisa tão simples para quem faz, pode salvar várias vidas! Sempre quis doar sangue, ainda quero, mas sempre que fico sabendo de algum ponto de coleta ou algum dia, nunca dá certo de eu ir, mas pretendo mudar isso em breve!
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Alana!
    Ótimo gesto! Sempre que eu posso, doo sangue (apesar da minha anemia desde ever!)
    Beijos
    Balaio de Babados | Participe da promoção Natal do Babado

    ResponderExcluir
  4. Olá Alana!
    Eu quero doar sangue, mas infelizmente com a minha idade ainda não posso.
    Irei te mandar uma mensagem para saber mais sobre a campanha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Alana, querida.

    Ao contrário de você, eu nunca gostei de tirar sangue quando criança. Sempre achei uma tarefa aterrorizadora. Agora eu acho bastante tranquilo.
    Sinto muito pela perda da pessoa próxima de você.
    Acho a doação de sangue um ato muito importante mesmo. Realmente, sempre há alguém precisando e, se somos capazes, por qual razão não doar?
    Seu post me ensinou bastante, eu adorei! ♥

    Beijos
    Historiar

    ResponderExcluir
  6. Olá Alana, tudo bem contigo ???
    Já tinha visto essa campanha em outro blog, e fiquei super feliz por ver que ela está sendo compartilhada por outras pessoas !!! Fiquei super contente por ver sua iniciativa, esse é um tema muito importante, que precisa ser divulgado e lembrado, gostei muito de ler sua postagem !!!

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  7. Oi...
    Achei muito bela a sua iniciativa!Quanto mais pessoas divulgarem maior será o número de doações :)
    Eu faço parte das pessoas medrosas, mas, o melhor que tenho a fazer é me encorajar e ajudar as pessoas que precisam ...
    Beijos e mais uma vez parabéns.

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Causa super apoiada!
    Infelizmente eu não posso doar - sou anêmica e já tive hepatite - mas sempre lembro minha família da importância deste gesto. Meu pai e eu já precisamos de doações de sangue então sabemos o quão importante a causa é!

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    http://pausaparapitacos.blogspot.com.br | @pausaparapitacos | http://facebook.com/pausaparapitacos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Paula!

      Só vim puxar uma informaçãozinha básica: dependendo da hepatite e há quanto tempo foi, pode doar, sim! :)

      Excluir
  9. Agradeço seu apoio, Alana! Muito obrigada por tudo e espero que as pessoas se inspirem nessa campanha. Aliás, a única fonte sou eu, você, nós, certo?
    <3

    ResponderExcluir
  10. Nossa Alana! Amei esse post, a sua iniciativa de divulgar o projeto foi linda. Parabéns. Espero que muitas outras pessoas continuem essa sua atitude pois vai ajudar muito. ❤️

    ResponderExcluir