15 de setembro de 2015

Resenha: As Aventuras de Pinóquio - Carlo Collodi


As aventuras de Pinóquio - Após o sucesso da edição especial e limitada de "As aventuras de Pinóquio", com quase três mil exemplares vendidos em três meses, a Cosac Naify surpreende novamente os leitores com a famosa história do boneco de madeira, agora numa edição a preço mais acessível, mas igualmente primorosa e completa. Entre as novidades está uma capa inédita, em tom azul, que antecipa um dos pontos altos do livro: o traço refinado do artista Alex Cerveny. Esqueça as adaptações em livro ou filme, que pasteurizam uma das histórias mais ricas e bem narradas da literatura. A tradução do texto integral de Ivo Barroso mantém o delicioso ritmo de folhetim associado a uma linguagem límpida do original. No posfácio inédito no Brasil de Italo Calvino, ele comenta a importância do livro: “não é possível imaginarmos um mundo sem Pinóquio”. Nas ilustrações exclusivas, Alex Cerveny utilizou a técnica cliché verre, do final do século XIX (contemporânea ao livro), na qual se chamusca uma placa de vidro com uma vela e desenha-se rapidamente sobre esta superfície com um objeto pontiagudo. O resultado são imagens oníricas de um Pinóquio nunca antes imaginado.
            Vamos falar um pouco sobre Pinóquio
     Hello, people!! Todo mundo conhece a história de nosso amigo do nariz grande, Pinóquio. Não vou contar sobre ele como geralmente faço nas resenhas antes de introduzir alguns dos meus pensamentos sobre o livro porque todo mundo já conhece a história e fica meio redundante falar assim sobre o boneco mais famoso de todos!
     Bem, essa não é aquela história manjada das adaptações cinematográficas ou dos livrinhos água e açúcar. Esse livro é muito mais rico e interessante. Fiquei intrigada e interessante para ler de verdade. Sempre tive uma certa aversão de Pinóquio por tudo que já vi de adaptação por aí. Mas esse livro fiquei com vontade de ler já por conhecer um início de história diferente do que estava acostumada.
    Ah, as ilustrações lindas e primorosas foram uma das coisas que mais me chamou a atenção e me fez conferir, além é claro da linguagem interessante e meio rebuscada que gosto muito. A Cosac fez um ótimo trabalho, como sempre faz. Publica livros que amo muito. Eu amo ler Calvin, gente!! :D Voltando a realidade agora! Desde o começo percebi a grande distinção de tudo que sabia até hoje sobre o boneco que crescia o nariz quando mentia e que ganhou vida pelos seus atos bondosos do final.
      Fiquei bastante irritada com quantas vezes Pinóquio pisou na bola. Ele sempre remetia a mesma coisa, dizia que ia melhorar, e eu me angustiava porque ele só se dava mal, entrava numa fria, se arrependia, mas então cometia outro erro e parecia um ciclo sem fim. Fiquei realmente angustiada porque houve uma coisa séria em uma de suas aventuras, que o pôs realmente em perigo! Depois que terminei de ler io livro fui ler algumas coisas sobre o autor e percebi as analogias que ele fez à época que vivia. Tive bastante temor em ler esta obra, confesso, porque fiquei traumatizada com a adaptação ridícula que passava na sessão da tarde da Globo, As aventuras de Pinóquio – O filme. Aquela de 1996. Eu tenho a adaptação de 70º aniversário do boneco, e eu acho que essa é a versão que eu gosto, em se tratando de filmes.
  Pinóquio é um garoto bem teimoso, sim, interessado nas coisas erradas a princípio, desastrado, mas ele está aprendendo, ele esteve aprendendo o livro inteiro. A história é legal e fantasiosa, remete muito ao comportamento de meninos quando criança, como eles tentam consertar as coisas, mas acabam se dando mal por causa das más companhias; Como eles tentam fazer tudo por si mesmos sem pedir ajuda.
   A história sobre como o autor publicou é bem interessante. Gostei de verdade da obra. Leitura boa e agradável.
Nota: 4/5

16 comentários:

  1. Oi, Alana! Tudo bem? Ahh, achei essa capa tão bonita! Tenho certeza que por dentro o livro também deve ser lindo! *-----* A história do Pinóquio não é uma das minhas favoritas, mas eu a curto bastante. Adorei a resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/2015/08/resenha-premiada-johnny-bleas-um-novo.html <- Tá rolando promoção do livro "Johnny Bleas - Um Novo Mundo" lá no blog! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helloo, Tony! *-*
      Tenho trauma de Pinóquio por causa dos filmes, mas acabei desencanando para ler esse porque achei lindas as imagens do livro e porque fiquei curiosa para saber o que tinha de diferente.
      Obrigada por ter gostado da resenha! :D
      Beijin...

      Excluir
  2. Oi Alana!
    Pinóquio, nossa! Só conheço a adaptação da Disney e uma versão com pessoas de verdade que passa na TV de vez em quando e que acho assustador (porque o boneco é assustador e, sinceramente, acho que tenho fobias com bonecos, dei todas as minhas bonecas por causa disso). Não consegui imaginar esse livro, acho tão estranho ler um livro com figuras (enquanto tem gente que acha estranho ler um livro sem!). Fiquei curiosa, vou até colocar na lista, apesar de não tá podendo ler nada no momento, pois já começou a correria de trabalho da facul D:
    Postagem muito legal e estou ansiosa pra conhecer essa nova versão do Pinóquio! :D
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helloo, Dani! *-*
      Eu acho que é a versão que eu comentei, ou talvez não! Só sei que não gostava da versão de 1996! Tenho um pouco de trauma com Pinóquio, mas consegui ler esse. É mais interessante do que todas as histórias manjadas que já vi. Ah, e obrigada por gostar do post! :D
      Beijin...

      Excluir
  3. Oi Alana!
    Eu também sempre tive certa aversão pelo Pinóquio e sempre achei a história tenebrosa. Não me animaria a ler o livro, mas realmente parece uma versão interessante.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helloo, Mari! *-*
      Não fiquei muito animada no início também, mas assim que terminei gostei de ter conseguido. Achei melhor do que tudo que já conheci sobre o boneco! É uma versão interessante!
      Beijin...

      Excluir
  4. Oi Alana!

    Esse livro é MARAVILHOSO, essa capa, meu Deus do céu! Nunca li, mas conheço a história por causa do filminho da Disney. Mas o que me deixou curiosa de verdade foi você falar que esse livro é diferente das histórias do Pinóquio que costumamos ver por aí. A Cosac nunca decepciona, né? Livros muito lindos, pena que tão caros... KKKKKKKKKKK

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helloo Ana! *-*
      Também achei a capa linda. As pessoas conhecem mais o boneco do nariz grande por causa dos filmes mesmo. Mas eu gostei de descobrir coisas diferentes no livro. É, Ana, eu também gosto mais de livros em promoção kkkk...
      Beijin...

      Excluir
  5. Olá, Alana.
    Adorei a postagem. Eu li a história em uma coleção de contos de fadas que meu sobrinho tinha quando criança. Achei a capa dessa edição linda e se por dentro está igual, vale a pena comprar. Não é das minhas história favoritas, mas acho que todas elas tem uma lição, tanto para crianças como para adultos.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helloo, Sil!
      Fico feliz que tenha gostado do post! *-* O livro tem lições e ensinamentos sim!
      Beijin...

      Excluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu sempre vejo esses clássicos infantis com olho torto mas por outro lado gosto das releituras. Pinoquio é aquele personagem que eu só sei que o nariz cresce quando mente, mas sua história de verdade eu nunca li ou assisti aos filmes. Sua resenha acabou me deixando um pouco curiosa para a leitura!

    Adorei o blog e já estou seguindo. Obrigada pela sua visita no meu.
    Beijos
    SIL | Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helloo, Silviane!
      Eu fiquei temerosa antes de ler o livro, mas no fim gostei. Que massa que minha resenha te deixou curiosa ahah. Obrigada pela visita. *-*
      Beijin...

      Excluir
  7. Eu realmente nem lembrava da existência de Pinóquio ~me julgue~ :/ só me lembro da última vez, há muito tempo, quando assisti um filme dele. E, é claro, é super divertido! Bem, a respeito desse livro, prometo que irei buscar conhecer melhor a história, imagino que essa edição seja ótima!
    Beijinhos ♥
    http://vorazesleitoras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, a edição está ótima sim.
      A diagramação está tão linda!!

      Excluir
  8. Alana!!!! Eu quero esse livro!
    Eu amo essas re-adaptações de contos de fada que estão em moda por aí. Tá certo, óbvio que sempre tem livros bons e livros ruins, mas é impossível pra mim não voltar no tempo e me sentir criança de novo cada vez que escuto falar de livros como esse. Também nunca fui fã nº1 do Pinóquio, confesse que preferia outras histórias, mas ainda assim sou curiosa para conhecer essa nova versão da história desse bonequinho tão antigo e ainda assim tão inesquecível. Não sei porquê mas a Disney nesses anos todos criou milhares de filmes e tantos outros personagens, mas aqueles clássicos de antigamente, a Rapunzel, a Bela e a Fera, o Pinóquio, a Cinderella, parecem que sempre vão continuar ali, meio que eternos e intocáveis né? Super curiosa para conferir esse livro

    Beijokas

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, eu também gosto de readaptações de contos de fadas, é claro que dependendo tem algumas que estragam tudo.

      Excluir