18 outubro 2017

Resenha: Trono de Sal - Stefano Sant'anna

Quando Rodrik é convocado por Dramax, o matador de Serpentes, não faz ideia do que está por vir. Agora, o guerreiro aprendiz foi pego pelas andarianas, as bruxas responsáveis por transformar toda Wallazar em puro sal. Entre tempestades salubres e lutas a fio de espada, Rodrik terá que usar todo o seu conhecimento para destruir o trono vigente. E está prestes a descobrir que as grandes batalhas exigem sacrifícios que não estamos dispostos a fazer.

Helloo, folks... tudo numa nice?!
Hoje eu venho trazer para vocês a resenha de um conto que li esses dias.
Eu nunca li nada do autor, mas desde que vi essa capa fiquei enamorada por ela. O melhor capista ever que a desenvolveu. Como eu amo fantasia e nunca li um conto nesse gênero fiquei curiosa para ver como o texto era desenvolvido além de estar curiosa pela escrita do autor.
    O conto narra a estória de Rodrik, um guerreiro que foi capturado pelas andarianas em sua tentativa de junto a Dramax recuperar a espada tomada pelas bruxas e assim destruir o Trono de Sal, que tem por traz uma força maligna que assola o reino Wallazar. Mas na sua jornada perigosa perdas irreparáveis estarão diante de Rodrik e ele precisará entender a maneira correta de lidar com as adversidades.
  Vamos conversar um pouco sobre a estória.
O conceito que o livro propõe é muito bom e gostei do mundo que o autor construiu. Mas a narrativa tem um sério problema de revisão. Erros gritantes como: escrever no presente e no passado uma mesma linha de pensamento. É recorrente isso. E não tinha nada a ver com linhas de pensamentos entre passado e presente, mas um desleixo na construção da frase.
   No conto há muitos erros ortográficos e problemas em outros aspectos da revisão que me incomodaram durante a leitura.
  O final foi satisfatório, apesar de previsível, e, sobretudo não conseguiu suprir no aspecto emocional, pelo menos para mim, pois havia sentimentos faltando de modo que não consegui sentir empatia pela cena final. Achei também que as lutas foram muito rápidas e resolvidas com uma facilidade que não me convenceu. Acho que estava esperando algo grandioso demais, mas é um conto e não há tempo para muitas descrições e coisas do tipo.
    Confesso que o relato sobre o Dramax me enterneceu mais do que qualquer outra cena, e até fiquei curiosa para saber o antes com mais detalhes.

    Enfim, no que diz respeito a um mundo construído, Trono de Sal propõe um mundo interessante, mas a construção da estória deixa a desejar, sobretudo pelos muitos erros de revisão que acabaram prejudicando a fluidez da narrativa.
Ficha técnica:
Título: Trono de Sal
Autor: Stefano Sant'Anna
Páginas: 26
Lido em: Setembro de 2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alana Gabriela - créditos

Tema Base por Butlariz